quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Notas de amor natalício

Notas de amor natalício

Cada vez que chega 25 de Dezembro 
Renasce a esperança de pôr cobro 
Ao défice de amor e de querer bem 
A todos que atos maus votam ao desdém!

Agora se sente o desamor que os invade, 
Como um potente furacão que alastra 
Sem se importar com o povo que se prostra… 
Impotente e irresistente à calamidade. 

Porque não travamos os pés à parede, forte, 
Pedindo socorro divino para o mundo, 
Suplicando injeção de afeto a todos e a sorte 
De amar e merecer um amor profundo?! 

Custa apagar a ressonância do rancor, 
Libertar os corações egoístas de furor 
Vir instalar pulmões de benevolência 
E carregar as mentes de complacência?!

É de se insistir em perpetrar sincero amor, 
Com amizade e bondade em continuidade, 
Concedendo carinho, sempre, a quem tem dor 
De ausência do amor ou outra necessidade! 

E dizer não ao amor disfarçado ou inconstante, 
Restringido a determinada época conveniente
Exibido e apregoado na televisão para gente
Ver e gabar, ao ver passar a fita da mente.

Amália Faustino Mendes



Marcial Salaverry comentou a postagem no blog Notas de amor natalíciode Amália Faustino
"Se cada qual fizesse sua parte, seguindo os ensinamentos de nosso Mestre, o mundo seria infinitamente melhor do que é, e vida seria agradavelmente vivida... Lindo demais seu poema querida poeta, convida a uma profunda…"
18 minutos atrás
RZorpa comentou a postagem no blog Notas de amor natalício de Amália Faustino
"Vi quase ao vivo a capa com que se cobrem tantos humanos que comigo se cruzam. Alguns têm clara influencia na minha vida... Bela a forma, belo o conteúdo!"
27 minutos atrás
Sílvia Mota comentou a postagem no blog Notas de amor natalício deAmália Faustino
"Belo poema. O renascimento deveria ocorrer todos os dias e não apenas no 25 de dezembro. Beijosssssssss"
1 hora atrás
sara rosa comentou a postagem no blog Notas de amor natalício de Amália Faustino
"Amália belissima poesia chamando o amor nestes tempos modernos onde o amor por vezes não conta, pobres de espirito que ainda não sabem o poder do amor.....parabens e um Belo Natal com Jesus como Companhia.....bjs dcs"
2 horas atrás

Notas de amor natalício


terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Mudjer di marka Kabuverdi

Nu da mundu boita rodondu
Nu xinti ma Kabuverdiana parka
Ma lá e finka un presensa di marka!

Inda nu atxa preta ku fama
Na terra di branku sem lama
So na promove nós marka!

Tambe nu atxa preta sem dor 
Na kalker terra di pretu 
Ta mostra ma nu tem valor!

Nu soti na kantu tudu mundu
Nu atxa preta trabadjadera 
Nu atxa-l ku era y ku bera!

E kes mudjer kauverdiana
Trabadjadera inda ku karera
Ki e pa kubisa di bom manera!

Kenha ki ben Kabuverdi 
E podi rapara mudjer di li
Polivalenti na manxi kati kati!

Ta barri, ta bati, ta da boita
Ku se mininu prindadu na kosta
Kumida xeroza ta ba ta pronta!

Ku panu o sen el marradu
Na sintura ou botadu na ombru
Kabuverdiana e si mé koxa rodondu.

Atraente tambe, sem manha:
Ku tras, ku dianti, ku kor, ku fasanha
Ku Fama ta korri na trabadju’l boka!

Kes mudjer ki ka dana kabesa, ki ta sumara:
O ku pé, o ku mo, o ku boka, o dotu modi
E ta trabadja pa defende marka se rubera.


Amália  Faustino